APQC

Ir para o conteúdo

Menu principal:

NOTÍCIAS

01/02/2017 - Número 001 da Revista Cidade, Patrimônio e Memória com a publicação dos pareceres de tombamento do CEA/IAC. Os pareceres integram o processo 14730-0/2016 de tombamento do CEA pela Diretoria de Patrimônio Histórico e Cultural de Jundiaí. CLIQUE AQUI PARA BAIXAR A REVISTA
23/01/2017 - P
esquisadores querem convencer Alckmin a desistir de vender áreas de estudo - A Associação dos Pesquisadores Científicos do Estado de São Paulo (APqC) tentará convencer o governo paulista a não vender ....(NOTÍCIAS UOL)  CLIQUE AQUI
23/01/2017 -
Pesquisadores querem convencer Alckmin a desistir de vender áreas de estudo - A Associação dos Pesquisadores Científicos do Estado de São Paulo (APqC) tentará convencer o governo paulista a não vender cinco áreas. (ISTO É) CLIQUE AQUI
20/01/2017 - Escassez de recursos desanima jovens pesquisadores cariocas - (CLIQUE AQUI)

COM MUITA TRISTEZA, INFORMAMOS O FALECIMENTO DO DR. FERNANDO TOMBOLATO - PESQUISADOR DO INSTITUTO AGRONÔMICO - IAC
Um dos maiores e mais relevantes pesquisadores e desenvolvedores de flores e plantas ornamentais do Brasil.
Antônio Fernando Tombolato - Parinam: Enterro 16/02/2017 quinta-feira, às 9h. Cemitério da Saudade, Campinas.
Velório começa 15/02/2017, a partir das 17h, no Cemitério da Saudades, Campinas-SP.

Atenção: Na área do sócio tem novas informações sobre a ação coletiva

PEC 287

INFORMAÇÕES SOBRE APOSENTADORIA
- C
omunicado aos pesquisadores que já possuem direito adquirido para se  aposentarem pelas regras atuais e que estão preocupados  com a PEC 287.
CLIQUE AQUI PARA O COMUNICADO DIREITO ADQUIRIDO
CLIQUE AQUI PARA A TABELA

ABAIXO ASSINADO

Governo do Estado de São Paulo: Cessem a venda de áreas do Instituto Florestal!
A Secretaria do Meio Ambiente de São Paulo está colocando à venda a maioria das áreas que estão sob administração do Instituto Florestal (34 das 47). Essas áreas possuem florestas plantadas, mas são principalmente importantes por possuírem vegetação nativa remanescente de cerrado e floresta semidecidual (biomas extremamente ameaçados) e fauna e flora ameaçados de extinção (por exemplo, onça parda; tamanduá bandeira; gato do mato; mico leão preto; peroba rosa; cedro rosa).

Todas essas áreas são protegidas por lei, mas parece que isto não fará diferença.

Por que 34 das 47 áreas protegidas no Estado de São Paulo, pertencentes ao Instituto Florestal, contendo vegetação nativa e plantios experimentais, serão desvinculados da pesquisa de flora e fauna, pois estão sendo dispostas para concessão OU VENDA pela Secretaria de Meio Ambiente, sendo 18 Estações Experimentais, 12 Florestas, 2 Hortos e 2 Viveiros Florestais, totalizando mais de 33 mil hectares!

CLIQUE AQUI PARA ASSINAR

ALERTA DE FRAUDE

A APqC informa que não solicita aos seus associados  a contatarem a Procuradoria do Estado, sobretudo com DDD de Brasília (61) para informações sobre precatórios ou processuais. Logo, não forneça dados pessoais, principalmente mediante pagamento de qualquer quantia a terceiros ou futura promessa de recebimento de crédito.
Qualquer dúvida, por favor, entre em contato diretamente conosco.

A REDE SOCIAL OFICIAL DA APqC
www.facebook.com/APqCPesquisadores

Lei 16.338 promulgação do (PL 328)

LEI Nº 16.338, DE 14 DE DEZEMBRO DE 2016 Autoriza a alienação dos imóveis que especifica e dá outras providências O GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Faço saber que a Assembleia Legislativa decreta e eu promulgo a seguinte lei: Artigo 1º - Fica o Departamento de Estradas de Rodagem do Estado de São Paulo – DER autorizado a alienar, mediante doação, à Fazenda do Estado os imóveis indicados no Anexo I desta lei. Artigo 2º - Fica a Fazenda do Estado autorizada a alienar os imóveis indicados nos Anexos II a IV desta lei.

ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA E ASSSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA - 08/12/2016

EDITAL DE CONVOCAÇÃO
ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA E ASSSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA
8 de dezembro de 2016

Estão convocados os associados da Associação dos Pesquisadores Científicos do Estado de São Paulo para a Assembleia Geral Ordinária que se realizará no dia 8 de dezembro de 2016, às 12:30h, em primeira convocação, e às 13:30h, em segunda convocação, e para a Assembleia Geral Extraordinária, com início às 16:00h, no Instituto Biológico, 5º andar, auditório José Reis, Av. Rodrigues Alves, 1252 - São Paulo/SP, para decisões sobre a seguinte ordem do dia:

clique aqui para ver o edital


Protesto de jovens contra venda de área ETEC em Pinhal - PL 328
Protesto de jovens contra venda de área ETEC em Pinhal - PL 328
Dia 18/11 - dia do pesquisador

Dia do Pesquisador Científico é marcado por luta, manifestação, homenagens e muita emoção no Instituto Butantan.
Na última sexta-feira, 18 de novembro, quando se comemora o Dia do
Pesquisador Científico no Estado de São Paulo, a APqC promoveu uma série de atividades a fim de conscientizar a sociedade quanto à importância dos pesqiuuisadores científicos e dos institutos públicos no desenvolvimento do País. A data foi escolhida por ser o dia da promulgação da Lei Complementar nº 125, de 1975, que criou a carreira. Leia mais...

Galeria de Fotos- 18/11/2016 - Dia do Pesquisador
É notícia!

Médicos e pesquisadores fazem manifestações em São Paulo

No Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia, na Zona Sul de São Paulo, os médicos residentes se reuniram para cobrar o reajuste salarial de 11,9%. Eles dizem que o valor foi determinado por uma portaria do governo federal, em março. Mas o governo do Estado não estaria fazendo o pagamento.

Leia mais...

NADA A COMEMORAR

Em seu dia, pesquisadores denunciam desmonte da ciência pelo governo Alckmin
Prestes a aprovar projeto que autoriza venda de fazendas experimentais, governo paulista sucateia 19 institutos de pesquisa, não realiza concursos e servidores têm salários congelados desde 2011.

Confiram a matéria  veiculada pela Rede Brasil Atual sobre a manifestação da APqC e da ACAP.


Dia do Pesquisador Científico é marcado por manifestação da classe em frente ao Instituto Butantan

Associação dos Pesquisadores chama a atenção nesta sexta (18 de novembro), às 10h, para um possível apagão científico, com o desmonte de importantes centros de pesquisa no Estado, falta de concursos públicos e reposição de profissionais.
Um manifesto de pesquisadores científicos e profissionais de apoio à pesquisa está agendado para a próxima sexta-feira, 18 de novembro, a partir das 10h, em frente ao Instituto Butantan, na Avenida Vital Brasil. Na ocasião, os profissionais reivindicam por falta de força de trabalho – não ocorrem concursos para reposição de novos pesquisadores e profissionais da carreira de apoio à pesquisa científica há mais de 10 anos – , falta de investimento em infraestrutura nos Institutos e reposição salarial da inflação, que não acontece já há 5 anos.
De acordo com o presidente da Associação dos Pesquisadores Científicos do Estado de São Paulo (APqC), Joaquim Adelino Filho, o protesto ocorre em um momento bastante delicado da Ciência no estado, que sofre com o abandono das autoridades.
Leia mais...

Você sabia que....

*** VOCÊ SABIA QUE... ***

Há novos casos de Febre Amarela no Estado de SP e que o diagnóstico será prejudicado caso não haja investimentos nos Institutos Pesquisa do Estado de São Paulo??
Apesar do seu papel fundamental para a sociedade, os Institutos de Pesquisa do Estado de São Paulo estão vivendo um abandono nunca visto nos últimos 10 anos. Não existe contratação de novos pesquisadores e há 5 anos os funcionários da carreira cientifica não recebem reajuste salarial (correção da inflação). Também faltam investimentos em infraestrutura e em todos os 18 Institutos vários programas de pesquisa para melhorar a qualidade de vida da população estão sendo extintos.

*** MANIFESTO ***

Junte-se a nós no dia 18 de Novembro, às 10h, em frente ao Instituto Butantan, e vamos lutar pelos nossos Institutos de Pesquisa! #18denovembro #DiadoPesquisadorCientífico #ManifestoEmDefesaDosInstitutos #NoInstitutoButantan


*** VOCÊ SABIA QUE... ***
A conservação e a restauração do Cerrado e da Floresta Atlântica dependem de pesquisas do Instituto Florestal?
É preciso conhecer para   preservar: a Floresta Atlântica e o Cerrado paulista abrigam enorme variedade de plantas, animais e microrganismos, muitos ainda desconhecidos pela ciência. No entanto, frente à devastação histórica que ocorreu para dar lugar às cidades e à agropecuária, é urgente a necessidade de conservação e restauração dos poucos trechos naturais ainda existentes.
No Instituto Florestal são desenvolvidas pesquisas para inventário das plantas e animais necessários para a restauração de áreas degradadas, pesquisa para controle de exóticas invasoras e busca de alternativas para o uso sustentável desta região sem comprometer a conservação da biodiversidade da Floresta Atlântica e do Cerrado.
No dia 18 de novembro, Dia do Pesquisador Científico, nós pesquisadores e profissionais de apoio estaremos reunidos em frente ao Instituto Butantan, a partir das 10h, por melhores condições de trabalho, reposição de pesquisadores, novos concursos públicos e valorização dos profissionais. A data foi escolhida para marcar a aprovação da lei complementar nº 125, de 1975, que criou a carreira e concedeu suas providências.
Junte-se a nós. Compartilhe esta ideia!
#18deNovembro #DiadoPesquisadorCientífico #Manifesto #APqC


 

Bem Vindo!!

Fundada em 2 de agosto de 1977, a Associação dos Pesquisadores Científicos do Estado de São Paulo - APqC - é uma sociedade civil sem fins lucrativos, com sede e foro na cidade de São Paulo. A APqC tem como missão a defesa da pesquisa científica, dos Institutos de Pesquisa do Estado de São Paulo e dos seus recursos humanos, pesquisadores científicos e pessoal de apoio à pesquisa.

Associe-se!

Quem pode ser sócio?

Pesquisadores Científicos em Regime de Tempo Integral – RTI, ativos e aposentados abrangidos pela  Lei Complementar Estadual N° 125/75.

 
 
 
 
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal