Este é um ano muito especial, quando comemoramos 40 anos da fundação de nossa tão estimada Associação do Pesquisadores Científicos do Estado de São Paulo. A luta não é de hoje, mas o comprometimento e a nossa preocupação com o futuro da Pesquisa Científica e da Carreira se renovam a cada gestão.

A partir de agora, você receberá mensalmente um boletim especial, contando um pouquinho da história da APqC e as principais notícias que foram destaque nos meios de comunicação nos últimos dias.

Confira e compartilhe com os colegas.

Boa leitura! 


APqC comemora 40 anos!

Assim nascia a APqC...

Era 3 de maio de 1977, passava das 20h, quando no auditório do Instituto Biológico, na Avenida Conselheiro Rodrigues Alves, 252, São Paulo, reuniram-se em assembleia alguns pesquisadores científicos do estado de São Paulo com o fim especial de fundar a sua Associação de classe.

 Conforme consta no primeiro registro, no Livro de Atas de Assembleias Gerais, a Assembleia Constitutiva foi aberta pelo Prof. José Reis (1907-2002), então médico e pesquisador científico aposentado. Nascia a Associação dos Pesquisadores Científicos do Estado de São Paulo (APqC).

José Reis era figura muito respeitada, conhecido como o  “pai da divulgação científica” no Brasil graças ao seu empenho em disseminar o conhecimento. Paralelamente à pesquisa acadêmica, ele redigia panfletos, escrevia para jornais e revistas, incentivava feiras e prêmios de ciências. Tudo para estimular o interesse dos jovens pelas ciências. Seu trabalho foi reconhecido em vários prêmios internacionais. Foi um dos fundadores da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) e mentor da revista Ciência e Cultura. Seu nome é lembrado em um auditório do próprio Instituto Biológico – onde trabalhou por vários anos; dá nome também ao Núcleo José Reis de Divulgação Científica, na ECA/USP e, em 1978, o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico (CNPq) instituiu o Prêmio José Reis de divulgação Científica.  

Naquela noite de 1977, Prof. Reis mais uma vez liderava uma atividade da ciência para além do laboratório. Abriu a Assembleia para, em seguida dar voz ao presidente da mesa, dr. Carlos Jorge Rosseto (1939) – então engenheiro agrônomo do Instituto Agronômico de Campinas. Aposentado compulsoriamente em 2009, Dr. Rosseto, como é conhecido, permanece engajado na defesa da carreira e da pesquisa. No biênio 2014/2105, foi o 2o vice-presidente da APqC e no biênio 2016/2017 faz parte do conselheiro deliberativo.  

Na Assembleia fundacional, decidiu-se compor uma Diretoria Provisória para conduzir as primeiras tarefas. O Prof. José Reis, que havia aberto a Assembleia foi, de pronto, eleito Presidente da Diretoria Provisória por aclamação. A essa diretoria, provisória, é que caberia, enfim, a responsabilidade de revisar e reescrever o Estatuto, bem como organizar as primeiras eleições. Para as eleições dos demais membros da Diretoria Provisória uma lista de nomes foi arrolada. Foram 9 indicados. Mas, a maioria dos pesquisadores optou por uma diretoria com apenas 5 membros, além do presidente. Deste modo, abriu-se a votação em cada nome da lista, prevendo que os 3 com menor número de votos seriam suplentes. A primeira ata, datada de 03/05/1977, foi redigida por Vera Lucia Bononi de Camargo Penteado, que assinou como “primeira secretária da assembleia de constituição da Associação dos Pesquisadores Científicos do Estado de São Paulo”. 

A eleição da 1a Diretoria aconteceu no dia 3 de outubro de 1977. Estavam presentes 71 associados e 65 votaram por correspondência . A única chapa inscrita, “chapa Prof. Reis”, fora eleita com 132 votos “sim”, 4 “não” e nenhum voto em branco ou nulo.  

José Reis – presidente da APqC
Carlos Jorge Rosseto – secretário da APqC
Oswaldo Fidalgo – vice presidente da APqC
José Bertoni  - 2o vice-presidente
José Paulo Lacerda – 2o secretário
João Adelino Martinez – 1o tesoureiro
Heloisa Maria Godinho – 2a tesoureira
Linda Nahas  - coordenador do centro de debates


FIQUE POR DENTRO

A partir de agora, a APqC fará reuniões mensais descentralizadas, a fim de nos aproximarmos ainda mais de todos os nossos associados. No próximo dia 14 de março de 2017, teremos a primeira delas no Instituto de Pesca (Avenida Francisco Matarazzo, 455 – Parque da Água Branca – São Paulo/SP).

 Programação

13h30 - Apresentação do histórico da APqC
13h45 - Abertura da palavra ao público
14h30 - Início da reunião ordinária


APqC NA MÍDIA

- Por que investimento em infraestrutura não resolve a situação dos Institutos Públicos de Pesquisa do Estado? Clique aqui

- Pesquisadores pedem permanência de Jorge Kalil no Instituto Butantan clique aqui

- Governo de SP abre brecha na autonomia da Fapesp e se desmente sobre repasse de 1% clique aqui 

- O jornalista Herton Escobar esteve com exclusividade com Geraldo Alckmin e o pressionou a falar sobre concursos públicos para os Institutos de Pesquisa. “Orçamento da Fapesp será repassado na íntegra, garante Alckmin” clique aqui

- Governo do Estado de São Paulo: Cessem a venda de áreas do Instituto Florestal! Clique aqui para assinar


APqC - Associação dos Pesquisadores Científicos do Estado de São Paulo
Avenida Brasil nº 1739 - Sala 2 - Jd Brasil
Campinas - SP - CEP: 13.073-012
E-mail: secretaria.apqc@gmail.com
WhatsApp 19 997519371
Fone 19 25141431

Boletim informativo produzido pela equipe de Comunicação da Associação dos Pesquisadores Científicos do Estado de São Paulo (biênio 2016/2017).
Jornalista responsável: Luciana Barros Mtb: 46.501-SP.

www.apqc.org.br